4 lugares incríveis para conhecer no Vale Sagrado dos Incas

Tempo de leitura: 6 minutos

Entre Cusco e Machu Picchu  há uma região … Ou melhor, uma verdadeira joia rara composta por pequenos vilarejos ainda bem tradicionais, repletos de sítios arqueológicos, paisagens únicas, montanhas, feiras históricas e povoados que preservam no dia a dia boa parte da cultura e tradição de seus antepassados. Estamos falando, claro, do fabuloso Vale Sagrado dos Incas.

Para quem não conhece ou apenas ouviu falar, essa região pertence ao grande Cusco e contempla o roteiro dos aventureiros que partem da cidade em direção às ruínas de Machu Picchu. Para mostrar um pouco de como esse “caminho”, destacamos alguns dos principais lugares a serem usados ​​no Vale Sagrado dos Incas e explicamos porque ele é tão cobiçado assim. Vamos conferir?

O que visitar no Vale Sagrado dos Incas?

Vale sagrado dos incas

A história do Vale Sagrado está ligada diretamente à sua civilização antiga, a mesma que construiu Machu Picchu. Por lá, estima-se que os incas ocuparam toda a região, pelo menos, desde o século XIV. Uma região fica gravada entre grandes montanhas e à beira do Rio Urubamba, ou que se torna muito alta e, por esse motivo, tão importante e sagrada para seu povo.

Além disso, o Vale Sagrado dos Incas tinha um grande apelo astrológico. Diversos locais servem como laboratórios para estudar astros. Por fim, muitas ruínas apontam também para o poder militar dessa civilização na região, com fortalecimentos e muros enormes que defendem os vilarejos de possíveis invasores.

Para conhecer mais sobre esses tesouros culturais que registram a história do Vale Sagrado dos Incas, destacamos alguns lugares imperdíveis para o seu roteiro por lá. Confira aí!

1. Os locais arqueológicos e o artesanato de Pisac

Artesanatos em Pisac

Para quem faz parte de Cusco, o primeiro destino do Vale Sagrado dos Incas é Pisac, a cerca de uma hora de viagem da cidade. Ali, já é possível ter uma idéia da grandiosidade e da engenharia dessa civilização, com construções enormes, praticamente cobradas como montanhas com escadarias, muros e corredores de pedras.

A história de Pisac, no Vale Sagrado dos Incas, indica que o vilarejo serve como um ponto estratégico de defesa para o império de Pachacutec, o imperador inca, que é fortalecido e mural com visão privilegiada para toda a região e para o rio Rio Urubamba.

Além disso, o Pisac funciona como um importante fornecedor de alimentos para todo o Vale Sagrado dos Incas, tendo em vista seus enormes “terrenos agrícolas”, típicos dessa civilização.

Por fim, o passeio é contemplado na fabulosa Feira de Pisac, um mercado tradicional no céu aberto, colorido pelos tons vivos do artesanato andino .

2. As Salineras de Maras e o “laboratório” de Moray

salineras de maras

Outro passeio imperdível pelo Vale Sagrado dos Incas é o passeio  pelas Salinas de Maras e pelo laboratório agrícola de Moray . A primeira atração se refere a verdadeiras “piscinas” salgadas pela montanha, que até hoje são exploradas pelos povos locais. No entanto, o que surpreende os visitantes é a imensidão do local e o contraste que essas salinas causam na paisagem, misturando toneladas e núcleos incríveis pela costa montanhosa.

Depois, ainda sem o mesmo passeio pelo Vale Sagrado dos Incas, o sítio arqueológico de Moray mostra o quão avançados eram esses povos peruanos. O local foi construído em formato circular e adentrado a terra, como uma espécie de ajuste.

No entanto, cada degrau de Moray é servido como um terraço agrícola, não há temperaturas que podem variar até 8ºC do topo até o centro de construção, apenas para tornar possível o plantio de diferentes alimentos na altitude.

3. Como escadarias de Ollantaytambo

Ollantaytambo

A cerca de 60 km de Pisac está Ollantaytambo, mais uma das joias raras do Vale Sagrado e, quase sempre, a última parada antes de chegar até Águas Calientes e Machu Picchu. Basta caminhar pelo seu tradicional povoado para embarcar em uma verdadeira viagem sem tempo, ruas de pedras, casas milenares, canais de água e, claro, um povo que ainda valoriza boa parte das tradições e figurinos originais.

Como as ruínas de Ollantaytambo formam um enorme complexo arqueológico, que contempla as famosas e magníficas escadarias sobre as montanhas, além de templos sagrados, corredores e canais de irrigação criados automaticamente.

A história de Ollantaytambo foi interrompida pela invasão espanhola e, por isso, muitas construções não chegaram a ser finalizadas. O passeio pelo site requer um pouco de disposição e preparação física, mas vale a pena fazer todo o esforço. O visual lá em cima é único, com vista privilegiada para todo o Vale Sagrado dos Incas e uma energia inexplicável.

4. Os sabores e magias de Urubamba

De todo o Vale Sagrado dos Incas, podemos dar um título especial a Urubamba como uma parada perfeita para apreciar a beleza natural da região e, claro, degustar os melhores andinos. Por lá, uma culinária típica do Peru tem presença marcada e os aromas parecem já fazer parte da vida daquelas ruazinhas.

Aproveite para provar os pratos tradicionais e relatar como energias do seu tour pelo Vale Sagrado dos Incas. Depois, não deixe de vislumbrar a paisagem do rio Urubamba, rodeado por imensas montanhas e florestas, num cenário digno de um filme de aventura.

SAIBA MAIS SOBRE A GASTRONOMIA PERUANA 

Leite de tigre, ceviche e pisco sour: o que comer no Peru

Sabores peruanos além do ceviche: o que provar na viagem

Dicas extras para visitar o Vale Sagrado dos Incas

Vale Sagrado dos Incas

Para finalizar, separamos uma pequena lista de outros posts já publicados e que, sem dúvidas, serão muito úteis para quem planeja visitar o Vale Sagrado com mais conforto, comodidade e, claro, vivenciando a melhor experiência de viagem. Confere aí!

Opções para chegar ao Vale Sagrado dos Incas

Onde se hospedar no Vale Sagrado dos Incas

Roteiros prontos para o Vale Sagrado dos Incas

Enfim, essas foram algumas dicas essenciais sobre quem visita o Vale Sagrado, região encantada e fascinante entre Cusco e Machu Picchu e que, certamente, torna seu roteiro pelos andes ainda mais surpreendentes.

Curtiu? Quer conhecer cada canto e mistério do Vale Sagrado dos Incas e realizar uma viagem mais incrível da sua vida? Então, converse com um de nossos especialistas e verifique preços, melhores dados e passeios para explorar uma região com quem mais entende da cultura andina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *