Ruínas de Machu Picchu: qual a sua história e como foram formadas?

Tempo de leitura: 6 minutos

Conhecer as ruínas de Machu Picchu não se resume apenas a visitar um ponto turístico no Peru ou uma simples atração à parte em seu roteiro. O lugar é muito mais do que isso! É mágico, surpreendente, fascinante e, inexplicavelmente, tem uma energia única que faz com que os visitantes embarquem numa verdadeira viagem no tempo, repleta de fabulações e imaginações de como era tudo aquilo antigamente.

ruínas de machu picchu

A verdade é que, mesmo após 500 anos de estudos e pesquisas, as ruínas de Machu Picchu surpreendem a cada dia e novos mistérios e possibilidades sobre a sua história surgem de tempos em tempos.

Por isso mesmo, como bons especialistas e amantes da cultura andina, resolvemos preparar esse post e trazer alguns pontos e curiosidades sobre a história das ruínas incas e ajudar você a embarcar nessa aventura inesquecível por Machu Picchu. Tudo pronto para começar? Então, vamos lá!

Afinal, qual é a história de Machu Picchu e da sua construção?

ruínas de machu picchu

Em quéchua, “Machu Picchu” quer dizer “montanha velha” e a escolha desse local pelos Incas para construírem a cidade foi estrategicamente bem pensada. As ruínas começaram a ser erguidas na metade do século XV, sob as ordens do líder Pachacutec, em plena expansão do império Inca.

Inicialmente, pesquisadores acreditavam que as ruínas de Machu Picchu haviam sido construídas como uma espécie de fortaleza militar ou também como um lugar de descanso para o Inca Pachacutec, visões que foram mudadas ao longo de novos estudos.

Hoje, se defende a ideia de que as ruínas de Machu Picchu, na verdade, representavam uma cidade completa, com moradias, sistemas agrícolas, canais de águas, “bairros” e templos espirituais. Aliás, nada mais indica que a cidadela teria alguma função de guerra ou combate, tendo em vista que a sua localização estratégica no alto da montanha e rodeada de densas florestas jamais permitiria uma invasão inimiga.

Prova de que esse plano funcionou é que nem os colonizadores espanhóis conseguiram encontrar as ruínas de Machu Picchu durante as suas incursões.

Havia alguém em Machu Picchu antes do Incas?

ruínas de machu picchu

Tendo em vista as técnicas utilizadas para a construção da cidade, com pedras polidas e encaixadas umas sobre as outras, típicas da cultura inca, e a própria expansão do império naquela época, não restam dúvidas de que as ruínas de Machu Picchu foram obra exclusivamente dos Incas.

No entanto, isso não significa que Machu Picchu não poderia ter sido habitada antes disso. Alguns historiadores e pesquisadores afirmam que toda aquela região pertencia ao império Tahuantinsuyo, o que incluiria todo o Vale Sagrado e também as montanhas onde se encontram as ruínas incas hoje.

Porém, as provas são escassas e algumas pesquisas são ainda muito recentes. Em 2011, esse debate foi reacendido após a descoberta de uma tumba Wari (civilização anterior aos Incas) em Vilcabamba, o que supõe que já havia habitantes naquela região, muito antes da construção de Machu Picchu.

Quando as ruínas de Machu Picchu foram descobertas?

ruínas de machu picchu

A “descoberta” das ruínas Incas pelo homem branco só se deu muito tempo após a sua construção. Foi em 1911, em uma expedição arqueológica, que o professor americano Hiram Bingham chegou até o alto de Machu Picchu.

Inicialmente, seu objetivo era encontrar a cidade perdida de Vilcabamba, devastada pela invasão espanhola na época da colonização. No entanto, em meio à excursão, encontrou duas famílias estabelecidas na mata, a Recharte e a Alvarez, que o guiaram até a fascinante e preservada cidadela Inca.

Com essa descoberta, oficialmente, as ruínas de Machu Picchu entram para a história do Peru e se transformam em um dos principais cartões postais de toda a América, sendo um dos destinos mais visitados em todo o continente.

Algumas curiosidades sobre as ruínas de Machu Picchu

ruínas de machu picchu - templo do sol

Toda a história de Machu Picchu é surpreendente e cativante. No entanto, o mais incrível de tudo é que alguns mistérios ainda não foram, definitivamente, desvendados pelos pesquisadores e a cada dia surgem novas possibilidades sobre o que as ruínas incas realmente representavam para aquela civilização.

Entre verdades e incertezas, as ruínas de Machu Picchu são um patrimônio de toda a humanidade. Para provar que não se trata apenas de uma construção arqueológica, separamos algumas curiosidades sobre essa obra incaica que a torna ainda mais incrível, fascinante e, claro, muito misteriosa. Confere aí!

  • A construção de Machu Picchu foi “desenhada” em um formato de condor, pássaro admirado e considerado sagrado pelos povos andinos;

  • No parque, apenas uma construção se diferencia das demais pela sua arquitetura. É o Templo do Sol em Machu Picchu, único com formato arredondado e com janelas estrategicamenteabertas para receber a luz solar e indicar o solstício de verão;

  • Nesse mesmo templo, há uma peça inteira de pedra no seu interior que servia com “altar” para cerimônias sagradas;

  • Há também uma espécie de gruta em seu interior que serviria de tumba para seus líderes. Inclusive, acredita-se que o Inca Pachacutec teria sido enterrado ali, porém, até hoje não se encontraram vestígios que comprovem tal fato;

  • As técnicas de construção de Machu Picchu impressionam pesquisadores até hoje. Afinal, mesmo com ferramentas primitivas, as ruínas incas foram erguidas com pedras  incrivelmente recortadas, polidas e encaixadas umas sobre as outras, sem a necessidade de uma “argamassa” ou algo do tipo;

  • Após a morte do Inca Pachacutec, seu filho mais velho, Tupac Yupanqui deu continuidade ao império e às obras de Machu Picchu;

Enfim, esses são apenas alguns poucos detalhes sobre a história das ruínas de Machu Picchu. Evidentemente, é impossível resumir um lugar tão mágico e fascinante em apenas um texto e, por isso, vivenciar uma experiência lá é a melhor forma de desbravar os mistérios e magias únicas de seu povo e sua cultura.

Gostou? Que tal então experimentar essa aventura de verdade e explorar as ruínas de Machu Picchu com quem mais conhece o destino? Confira algumas sugestões de pacotes que incluem o principal cartão postal do Peru e viva esse momento sem igual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *